Universidade colombiana mostra como construir comunidades de integridade com o Ithenticate

Como construir comunidades científicas íntegras em Bogotá, Colômbia com o iThenticate

Publicar 750 artigos por ano não é pouco. Publicá-los garantindo as exigências de qualidade esperadas pela comunidade científica internacional também não é uma tarefa fácil. É essa a principal função de Favio Flórez, o responsável pela coordenação das Revistas Científicas da Universidade Javeriana. Este departamento zela pela qualidade da produção dos artigos científicos que são submetidos, avaliados e publicados em suas 26 revistas científicas indexadas, sendo que 13 delas no Scopus, endossadas pela comunidade acadêmica internacional.

Como cumprir com qualidade os critérios de indexação internacional

Manter o prestígio que a universidade colombiana acumulou durante sua história é de suma importância, e Favio é um dos responsáveis por isso. Para garantir a qualidade e a visibilidade da produção científica, sua equipe se esforça para cumprir todos os requisitos éticos e de qualidade exigidos pela comunidade internacional. Eles estão à frente de todos os processos de indexação que, além de contribuir para aumentar a visibilidade das pesquisas, também incluem a resolução de conflitos éticos, aspectos legais, entre outras atribuições. Por oferecer a melhor cobertura do mercado, a editora optou por integrar os serviços do iThenticate em seu fluxo editorial. A ferramenta garante a prevenção de plágio e as melhores práticas éticas em suas publicações.

“Sabemos que a ferramenta mais importante para a detecção de plágio é o iThenticate. Como garantia de qualidade das publicações científicas, o iThenticate é fundamental”.

Um processo editorial rigoroso para detectar a tempo as más práticas

Segundo Favio, mesmo quando não se tem a intenção de plagiar, é possível encontrar pesquisadores que enviam seus artigos a duas revistas simultaneamente, ou que já têm um trabalho acadêmico idêntico publicado previamente (reciclagem de texto sem a devida referência ou autoplágio). Identificar uma má prática a tempo pode prevenir inconvenientes. Por isso, os avaliadores de material científico podem fazer controles em diferentes etapas dos filtros de revisão: no comitê editorial, no corretor de estilo, ou na diagramação (onde às vezes são detectados conteúdos semelhantes a outros diagramados anteriormente). Antes, os filtros e os processos eram feitos de maneira manual e os problemas poderiam ser percebidos somente em uma fase avançada do processo editorial, às vezes até depois de sua publicação. Graças à fácil integração do iThenticate a qualquer momento do fluxo editorial, um artigo que passa pelos processos de revisão é publicado com uma garantia que respalda sua idoneidade.

“Há muito tempo percebemos a necessidade de fazer revisões de coincidências textuais. Havia contribuições que chegavam, passavam pelo filtro de revisão conceitual e formal, fazíamos uma gestão editorial (o que representa um investimento significativo para a universidade) e, no final, descobríamos que já estavam publicadas em outras fontes. O novo sistema exige que as contribuições sejam originais e inéditas”.

Como construir comunidades científicas com integridade

Contar com uma ferramenta de detecção de coincidências textuais é o primeiro passo, mas não é o suficiente para banir as más práticas acadêmicas. Para Favio, é necessário sensibilizar e educar a comunidade acadêmica sobre o rigoroso processo da publicação, tudo o que acontece para submeter conteúdos em revistas científicas e artigos indexados. Este importante trabalho de conscientização começa nos cursos iniciais e continua nos níveis mais avançados de mestrado e doutorado.

“Nosso papel não é somente realizar uma gestão formal de conteúdos acadêmicos. Temos o interesse de construir uma comunidade científica, zelando pela idoneidade, rigor ético, visibilidade e alcance de sua produção intelectual. Também é nossa responsabilidade as tarefas de ensinar e acompanhar o processo de publicação e divulgação em sua totalidade”.

[foto_favio:MEDIASTORE_LEAF]@74dc9846
“Nosso papel não é somente realizar uma gestão formal de conteúdos acadêmicos. Temos o interesse de construir uma comunidade científica, zelando pela idoneidade, rigor ético, visibilidade e alcance de sua produção intelectual. Também é nossa responsabilidade as tarefas de ensinar e acompanhar o processo de publicação e divulgação em sua totalidade”.
Favio Flórez
Coordenador das Revistas Científicas
Universidade Javeriana em Bogotá, Colômbia